Setor Médico Hospitalar Norte | Quadra 02
Bloco C, nº 44, sala 604 - Edif. Dr. Crispim
Asa Norte | Brasília | DF
Fones: (61) 41019006  | 3326-5723
| 8143-0035
Membro da Sociedade
Brasileira de Cirurgia Plástica
 
 
Rinoplastia: Plástica do nariz

Rinoplastia A rinoplastia ou plástica do nariz, é uma cirurgia altamente gratificante, capaz de corrigir alterações da forma e da função nasal, decorrentes de defeitos congênitos ou adquiridos, desde o nariz achatado e assimétrico do paciente com fissura labial (lábio leporino), narizes tortos por traumatismos, alterações respiratórias por cornetos muito grandes ou desvios do septo nasal; até alterações estéticas nas quais o paciente não está satisfeito com o formato do seu nariz nas suas diferentes porções: dorso nasal muito alto (giba nasal), muito baixo (nariz achatado ou em "sela"), ponta nasal bulbosa (carnuda), ponta caída, asas nasais muito abertas ou excessivamente grandes; alterações do tamanho do nariz: nariz muito grande ou muito longo ou extremamente pequeno, etc.

TIPOS DE RINOPLASTIA: (clique nos links para descrição detalhada)

Há três tipos de rinoplastia segundo o tipo de queixa:

Segundo o tipo de incisões encontramos

RINOPLASTIA FECHADA

É conhecida como rinoplastia clássica e foi descrita em 1898 em Berlim pelo cirurgião alemão Joseph. A incisão localiza-se no interior do nariz. Por ser uma técnica "cega" não é possível fazer grandes modificações estruturais na ponta nasal, na qual as vezes podem haver pequenas assimetrias pós-operatórias decorrentes da dificuldade para ressecar porções idênticas de cartilagem. Atualmente é reservada por nós para aqueles narizes que tem uma ponta bem definida e nos quais a queixa principal do paciente é giba dorsal.

RINOPLASTIA ABERTA:

Conhecida atualmente como "rinoplastia moderna" , "rinoplastia estruturada" ou "rinoplastia não destrutiva", caracteriza-se pela preservação da integridade das estruturas anatômicas do arcabouço cartilaginoso nasal, sobre as quais são efetuadas manobras de remodelagem não destrutivas e totalmente reversíveis, ressecando a menor quantidade de cartilágem possível para darmos harmonia ao nariz, sem prejudicar a sua função.

É muito importante esclarecer que a posição de muitos cirurgiões plásticos: "somente reservo a rinoplastia aberta para os casos mais difíceis ou para casos secundários" não é compartilhada por nós, pois consideramos "TODAS AS RINOPLASTIAS COMO CIRURGIAS DE ALTA COMPLEXIDADE". Assim, pequenas modificações na ponta nasal durante uma rinoplastia fechada, podem trazer enormes prejuízos para a função nasal, decorrentes de manobras destrutivas sobre as válvulas nasais externas e internas. É por estes motivos que sempre que necessitamos de re-definição da ponta nasal associada à manobras sobre o dorso, geralmente para redução ou aumento, damos preferência a rinoplastia aberta (estruturada), tendo conseguido assim um baixissimo número de re-intervenções ou "retoques", muito frequentes na rinoplastia fechada.

RINOPLASTIA EM "ALÇA DE BALDE" OU "DELIVERY"

Através desta técnica são realizadas duas incisões paralelas: uma na margem das cartilagens como se fosse uma rinoplastia aberta e uma outra em uma porção mais superior, igual à realizada para uma rino fechada; assim podemos descolar e expor parcialmente as cartilagens as quais são puxadas para fora da narina, dando uma impressão de formar duas alças de balde através das aberturas narinárias. Esta técnica permite uma adequada exposição das cartilágens alares, as quais podem ser remodeladas como na rino aberta. Reservamos esta técnica para casos específicos.

TIPOS DE ANESTESIA:

Há basicamente três tipos de anestesia: (local, local com sedação e geral). A escolha é feita levando em consideração vários fatores:

  • Idade do paciente: crianças e idosos devem ser operados com anestesia geral.
  • Extensão e duração da cirurgia: o tratamento de uma ponta nasal com ou sem tratamento das asas pode ser tranqüilamente feita com anestesia local ou com esta mais sedação; agora, para uma rinoplastia com fratura e tratamento de septo, cornetos e asas (nariz completo), preferimos a anestesia geral.
  • Preferência do paciente: mesmo nos casos de pequenas intervenções no nariz, se o paciente não aceita a idéia de realizarmos o procedimento com anestesia local ou local e sedação, optamos por anestesia geral.

A NOSSA PREFERÊNCIA PARA AS RINOPLASTIAS TOTAIS: DORSO, PONTA E SEPTO É A ANESTESIA GERAL, RESERVANDO A ANESTESIA LOCAL ÚNICA OU ASSOCIADA À SEDAÇÃO PARA OS CASOS DE TRATAMENTO DE PONTA OU REFINAMENTOS DE DORSO SEM FRATURA.

 SEMPRE É NECESSÁRIO FRATURAR O NARIZ DURANTEA CIRURGIA?


A fratura (osteotomia) faz parte do conjunto de manobras cirúrgicas para dar ao nariz um perfil harmonioso e refinado, pois de nada serviria deixar uma bela ponta nasal fina, se deixarmos um dorso largo e baixo ou um nariz com teto aberto (depressão formada na extensão do dorso após ressecção de uma giba nasal).

As indicações de osteotomia são:

1. Dorso nasal largo e baixo.

2. Fechamento do teto nasal após ressecção de uma grande giba óssea.

3. Simetrização do dorso no caso de narizes tortos congênitos ou por traumatismos.

EXISTE RISCO NA OSTEOTOMIA (FRATURA)?

Em qualquer procedimento cirúrgico existem riscos, porém a osteotomia é um procedimento indispensável nos casos citados acima. O risco maior é o de desabamento da pirâmide nasal se o paciente tiver uma perfuração prévia do septo nasal ou ausência congênita do mesmo (raríssimo). Para estes casos raros, existem técnicas para contornar o problema que não cabe mencionar aqui pois são de domínio do especialista e somente confundiriam o leitor.

JÁ CONSULTEI OUTRO MÉDICO QUE ME DISSE QUE O MELHOR NÃO ERA OPERAR E SIM FAZER "BIOPLASTIA" (INJEÇÃO DE P.M.M.A.)

Por favor não faça isso!!!. A injeção desse material para fins estéticos no nariz é de caráter experimental e não está aprovado para tais fins por nenhum dos órgãos que regem a conduta dos cirurgiões plásticos éticos no Brasil e leva à deformidades tardias do nariz de caráter irreversível.

Como pode haver observado, são muitos os procedimentos e com indicações claras para melhorar o seu nariz e para isto é necessário experiência, e somente um cirurgião plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, tem a capacidade técnica para decidir qual é o melhor procedimento para o seu caso.

DÚVIDAS SOBRE RINOPLASTIA?....ENTRE EM CONTATO CONOSCO E COM PRAZER RESPONDEREMOS EM BREVE.


QUEM É O PROFISSIONAL MAIS INDICADO PARA REALIZAR UMA CIRURGIA PLÁSTICA?

Leia cuidadosamente na página a seguir quem é o profissional mais indicado para realizar a sua cirurgia ou procedimento estético clicando aqui!!.